Fala galerinha, tudo bem?! De volta com a última leitura do mês, mais um livrinho daqueles exclusivos do Netgalley, bora conferir?
Em tempos onde todos vivem suas vidas através das telas de seus celulares, ninguém tem mais status de celebridade do que a blogueira fashionista, Madeline Q.

Em um encontro, Tayler, um geek solitário é apresentado ao mundo das festas, adoração de fãs e sedução. Mas enquanto sua estrela brilha, Madeline Q é presa por assassinato. Esse é um dos problemas - não há corpo. Tayler aos poucos aprende que a realidade se mistura com a ficção no Social Media Central.

~

Com uma premissa maravilhosa dessas eu não hesitei em pegar o livro, só demorei um pouco até de fato tê-lo começado e não me arrependo. A história se passa 50 anos a frente ou mais, num futuro distante inteiramente controlado pelos likes e comentários do Social Media Central, uma bela alusão aos blogueiros de Instagram hoje em dia, uma realidade nem tão ficcional assim.

Partindo da premissa com crítica social o livro começa bem, nos prende mas tem um Q de imaturidade que de início dá para ignorar, mas com o decorrer da leitura sinto em dizer isso: é só ladeira abaixo. O autor cria uma atmosfera em torno desse assassinato misterioso que aconteceu durante uma festa, uma menina desconhecida e a maior blogueira do mundo que nem estava lá no dia é tida como culpada, até aí, okay. MAS DE REPENTE A MENINA APARECE VIVA! Sério isso?

Não dá pra indicar esse livro a ninguém pelo simples motivo dele não seguir uma linha nem nada do tipo, não há motivos, parece que o autor juntou várias ÓTIMAS idéias e saiu jogando pelo livro aleatoriamente sem dar um desfecho para nada, deixando transparecer a imaturidade na escrita citada aqui no início. Os temas que ele abordou são relevantes, mas a maneira que foram executados estraga toda experiência, até os diálogos são confusos com personagens novos aparecendo de repente no meio da conversa e você sem saber direito quem falou, tendo por muitas vezes ler de novo o parágrafo.

Mesmo com temas LGBT, distópicos e uma capa maravilhosa, não indico o livro e ele leva 3 estrelas SOFRIDAS pela leitura. É isso, não vou falar mais nada se quiserem ler é por sua conta em risco.



0 Comentários