E aí galerinha, tudo bem? O livro de hoje é contemporâneo com cara de clássico, uma história nova que se passa antigamente, cheia de detalhes e muita riqueza, bora conferir?

Aleksandr Ilitch Rostov, "O Conde", é condenado por um tribunal bolchevique à prisão domiciliar no sótão do hotel Metropol, lugar associado ao luxo e sofisticação da antiga aristocracia de Moscou. Mesmo após as transformações políticas que alteraram para sempre a Rússia no início do século XX, o hotel conseguiu se manter como o destino predileto de estrelas de cinema, aristocratas, militares, diplomatas, bons-vivants e jornalistas, além de ser um importante palco de disputas que marcariam a história mundial.

Mudanças, contudo, não paravam de entrar pelo saguão do hotel, criando um desequilíbrio cada vez maior entre os velhos costumes e o mundo exterior.
Graças à personalidade cativante e otimista do Conde, aliada à gentileza típica de suas origens, ele soube lidar com a sua nova condição. Diante do risco crescente de se tornar um monumento ao passado até ser definitivamente esquecido, o Conde passa a integrar a equipe do hotel e a aprofundar laços com aqueles que vivem ao seu redor.

~

Começando pelo início, nosso protagonista foi condenado á prisão domiciliar por se mostrar contrário ao governo através de um poema em que publicou mostrando toda sua indignação e a partir da sentença o livro tem o start. Indo muito além da vida do personagem o livro não foca apenas nele e trata vários assuntos durante suas 464 páginas, vale salientar que se trata de um romance histórico, logo muitos fatos culturais e principalmente políticos sobre a época e o país aparecerão por aqui numa verdadeira aula de história para nos dar contexto ao que irá acontecer em seguida.

via GIPHY

O estilo do autor é bem único, ao mesmo tempo que simples tem toda uma elegância, ele sabe usar bem as palavras e deixar a narrativa com aquela cara de clássico, tem a pitada ideal de humor, sarcasmo e muita referência literária o tempo inteiro. Sobre a história nós acompanhamos a vida do Conde por cerca de 40 anos mais ou menos e MUITA coisa acontece dentro do hotel Metropol, ele conhece muita gente influente, participa (assiste) muitas assembléias importantíssimas que aconteceram no hall do hotel, e no meio disso tudo ganha uma filha tornando essa parte do livro a mais linda pelo sentimentalismo carregado.

Essa questão histórica me atrapalhou tornando para mim a narrativa densa cheia de detalhes que para aquele fim não fizeram tanta diferença assim, mas para quem gosta dos aspectos políticos vai se deliciar com isso que permeia o livro inteiro e atua como pano de fundo "central" se é que me entendem. Deixando isso de lado é uma história gostosa de acompanhar, fluida, cheia de momentos especiais fazendo o parecer muito com um filme de época.

Amor Towles
O Conde tem uma personalidade ímpar, é super inteligente, leitor, sagaz, e isso faz com que a história se desenrole de uma maneira leve embora aconteçam tragédias, pessoas queridas a ele desapareçam etc. A surpresa fica no final que ele veio arquitetando nos últimos capítulos e apenas nós, leitores temos ideia de que algo vai acontecer, a surpresa é grande mesmo tendo em mente que ele estava planejando algo.

Em suma é um livro para ser degustado com calma para conseguir apreciar todos os cenários e aspectos que o autor nos descreve com tanto cuidado. Leva 4 estrelas esse passeio pela cultura Russa, e nossa estadia junto com o Conde no melhor e mais importante hotel da cidade.

Quotes:

O maior sinal de sabedoria é a alegria constante.

Porque, no fim, mantemos nossos pertences mais próximos do que nossos amigos.

Se um homem não dominar suas circunstâncias, ele é dominado por elas.

Pois o que importa na vida não é se recebemos aplausos; o que importa é se temos coragem de nos aventurar apesar da incerteza da aclamação.

Uma promessa de brilhar para sempre, com o brilho eterno —, o que, afinal, é tudo o que se pede do amor.

P.S:

O livro será adaptado em breve e logo veremos o Conde Rostov em pessoa nas telinhas! Fiquem com o booktrailer da obra e um texto sobre a Rússia em seguida.

- 5 coisas que só poderiam acontecer na Rússia

0 Comentários