E aí galerinha tudo bem com vocês? Passadas as festividades do Natal hora de voltar á rotina em grande estilo: saindo da zona de conforto e conhecendo uma grande personalidade numa mistura de romance com dados biográficos, estão preparados?!

Quando Alberto Santos Dumont se mata num hotel no Guarujá, desgostoso com o uso de sua invenção para bombardeios durante a Revolução de 1932, seu coração não descansa. Pelo contrário, inicia uma longa viagem, após ser retirado pelo médico legista que prepara o corpo para o velório, como um gesto de rebeldia contra um governo que faz uso político da morte.

Essa passagem menos comentada da biografia do pai da aviação serve de ponto de partida deste misto de romance policial e histórico, que intercala os percalços vividos por pessoas próximas do aviador para fugir das autoridades, que agora buscam pelo coração, e a trajetória do menino solitário que se tornou, em seu tempo, o brasileiro mais famoso no mundo.

~

O fato de começar dizendo que se trata de um romance biográfico é de suma importância para as opiniões a seguir.
Eu não conhecia de fato a persona Santos-Dumont, apenas o personagem histórico, o primeiro homem a voar e seu 14-BIS, o pai da aviação mas digo com ênfase que só isso já foi necessário para gerar interesse e fazer com que a leitura fluísse, afinal de contas vamos conhecê-lo desde a infância passando pelos primeiros protótipos até sua eventual morte que tem sua razão bem explicada.

via GIPHY

Não dá para falar da história em si sem exaltar a figura Santos-Dumont. O autor fez um ótimo trabalho ao mesclar fatos históricos e encaixá-los em sua narrativa ficcional fazendo-nos crer que aquilo de fato aconteceu até mesmo os diálogos.
Ele foi um homem exemplar, gênio que viveu pelo progresso científico, sempre teve boas condições é bem verdade, mas nunca fez questão de dinheiro ou extravagâncias. Muito humilde, de um coração imenso pregava o amor (além da ciência) e como todos os gênios tinha um comportamento estranho para a sociedade na época, o que não o impediu de conquistar todos a que passavam em sua vida se tornando herói de muitas pessoas/cidades mundo afora.

Fica difícil não admirar o esforço feito por ele desde cedo muito criança quando projetou um moedor de café para a fazenda do pai, projeto esse que deu muito certo e serviu como base para mudarem o maquinário inteiro do lugar.
Um fator que me chamou muito a atenção já na sinopse foi o rumor e a possibilidade de uma trama LGBT mesmo não passando de especulações afinal ele era muito reservado e nada foi comprovado dá para ter uma noção e tirar as próprias conclusões no decorrer da leitura; Não que isso venha a mudar o mundo afinal de contas é um mero detalhe de um homem que foi um verdadeiro gigante no que se diz ao avanço científico da época.

Grande fã de Júlio Verne, Santos Dumont inspira qualquer um, não necessariamente da área científica, apenas quem tenha uma mínima vontade de mudar o mundo ou a própria realidade vai se identificar com esse grande homem. Sinceramente foi uma grande e bela surpresa a leitura dessa obra.

via GIPHY

Outro ponto que vale a pena ser ressaltado é o ritmo de leitura que não é dos mais fluídos. Muitas vezes me vi cansado porém fui recompensado logo em seguida, talvez pelo teor histórico não tenha como fugir disso mas peço que vocês tenham paciência pois vale MUITO a pena conhecer a família dele em detalhes e saber de tudo a respeito dessas pessoas incríveis.
Apesar de "lenta" é uma narrativa simples, delicada e poética já mostrando para o que veio nos primeiros capítulos, também exigindo um pouco mais de atenção em algumas partes, nos fazendo reler até absorver o que foi dito.

Sem dúvidas leva 5 estrelas e fica a indicação. O melhor: está disponível DE GRAÇA via Kindle Unlimited, então quem tiver a oportunidade aproveite!



Quotes:

Se a vida se esvai do coração, o coração se esvai da vida.

Um sonho não testado na prática se transforma numa desilusão.

Mas é um erro pensar que uma pessoa precise estar no centro da vida para poder desfrutar dela. É que alguns preferem estar um pouco mais à margem para obter da vida mais prazer.

Eu acho que cada passo que a humanidade dá é realizado por alguém que tem vergonha de si mesmo e quer provar o contrário para o resto do mundo.

Transformar os inimigos em amigos, esse é o segredo da nossa missão, tanto no ar como na vida.

Compre:

Ebook (grátis no Kindle Unlimited)
Físico

0 Comentários